• Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

©2019 by Escola de Levitação.

  • Meditação & Gravidade

Pisca-Alerta, Balão, e Dirigível! - 15 invenções brasileiras

Inventores brasileiros com histórias tristes, com idéias geniais, com esperança pro futuro da tecnologia na medicina, e vários tipo de inventores e suas invenções grandiosas ou até mesmo simples, mas que entraram pra história da humanidade através de grandes gênios da ciência e inventores famosos criativos. Uma lista de 16 invenções brasileiras incríveis com fatos famosos e desconhecidos. Do dirigível, o Balão e do famoso Avião … até A Abreugrafia, o Pisca-Pisca e “A REDE” …



A PASSAROLA - Concepção artístico-magalomânica da futura invenção de Bartolomeu de Gusmão


Balão: Mais uma invenção brasileira que possibilitou ao ser humano voar. O balão foi inventado em 1709 por Bartholomeu Gusmão que apresentou seu invento ao Rei Don Jõao V ainda como protótipo similar aos balões de São Joao. Este foi o Primeiro Padre voador voando de balão no Brasil. Posteriormente tivemos o Padre que sumiu após decolar voando com balões de gás Hélio.





Dirigível semi rígido: O Brasil tem uma grande atuação na invencão de máquinas voadoras. Não foi apenas o Avião! Houveram outras invenções brasileiras na aviação, como o Dirigível Semi-Rígido, que tem uma história triste e violenta. Augusto Severo, do Rio Grande do Norte inventou o dirigível PAX em 1902. Quando foi testa-lo com seu assistente, o enorme dirigível voou tão alto e os dois desesperados terminaram por explodir a invenção.


Walkman: Um alemão (Andreas Pavel) que se mudou ainda criança para o brasil inventou o Stereobelt, que seria o ˜Primeiro Walkman˜. Ele morava em São Paulo e queria ouvir suas músicas em paz. Patenteou a invenção mas a indústria não demonstrou interesse Ofereceu pra Philips e para a Yamaha. Quando a SONY lançou o aparelho, Pavel negociou os royalties. mas somente em 1986, a Sony concordou em pagar royalties para Pavel, apenas de alguns modelos de Walkman e apenas dos exemplares vendidos na Alemanha, e se recusou a reconhecê-lo como o inventor do Walkman.


Abreugrafia: A necessidade de fotografar pulmões levou o médico pneumologista brasileiro Manuel Dias de Abreu a inventar um tipo de ˜raio-x˜ simples e barato para tirar chapas de radiografia. Ficou conhecido como  “schermografia” na Itália, “roentgenfotografia” Alemanha e “fotofluorografia” França

http://aulete.uol.com.br/abreugrafia#ixzz2kMk5klnK 

imagem: http://www.blogdenosdois.com/2011/01/dia-da-abreugrafia.html

Abreu misturou a técnica da radiografia (raios-X, ou raios Roentgen) com a da fotografia, com isso massificou o método que foi muito importante no combate à tuberculose.


Sistema de Interface Cérebro-Máquina: Miguel Nicolelis é reponsável por conectar ratos pelos sinais de seus cérebros e pelo desenvolvimento de braços robóticos conectados ao sistema nervoso (neuropróteses) fazendo com que próteses mecânicas de braços e pernas e até um esqueleto artificial inteiro (exoesqueletos) seja comandado pelo cérebro do cadeirante. A invenção inovadora promete fazer um paraplégico dar o ponta pé inicial na abertura da copa de 2014 no Brasil. Miguel Nicolelis é médico e neurocientista, ele pretende tornar possível aos cadeirantes voltar a andar com a ajuda da tecnologia de uma máquina que interpreta os sinais do cérebro.

Printscreen do vídeo http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=nNuntbrwXsM


O neurocientista Miguel Nicolelis também escreveu o Manifesto da Ciência Tropical propondo um novo caminho de evolução para a ciência Brasileira e Mundial. O intuito é definir e massificar a ciência como método de investigação e dispondo da ferramenta de pesquisa para educação. Manifesto da Ciência Tropical: um novo paradigma para o uso democrático da ciência como agente efetivo de transformação social e econômica no Brasil http://www.viomundo.com.br/entrevistas/nicolelis-lanca-manifesto-da-ciencia-tropical-vai-ditar-a-agenda-mundial-do-seculo-xxi.html


Rede: Herança da cultura indígena brasileira, a rede foi inventada para servir de local de repouso para o sono ou somente um cochilo.


Urna eletrônica: Invençao brasileira muito aclamada, porém eu não confio nela. Acho que a urna eletrônica é apenas um hardware com um software e pode ser feito qualquer coisa com isso.

Aos 52 anos, Carlos Prudêncio foi o mentor intelectual do atual voto eletrônico. Em 1989, ele implantou o primeiro terminal de votação por computador em Brusque, no Interior de Santa Catarina. Na época, aos 41 anos, Prudêncio era juiz da 5ª Seção Eleitoral do Estado, com sede naquele município. A adaptação do computador foi feita com a ajuda do irmão, Roberto Prudêncio, dono de uma empresa de informática. O modelo do programa de computador usado por Prudêncio é o mesmo adotado hoje pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). fonte: http://www.redetec.org.br/inventabrasil/moretzsohn.htm


Radio: O brasileiro Landell de Moura foi pioneiro na transmissão de voz, mas só conseguiu ser chamado de louco e bruxo Você, como quase todos nós, deve ter aprendido que o inventor do rádio foi um italiano chamado Guglielmo Marconi.  Mas provavelmente nunca ouviu falar de Roberto Landell de Moura, o padre brasileiro responsável por fazer em 1894 (dois anos antes de Marconi) uma expe riência pioneira de radiodifusão – mas que acabou menosprezado pelos registros históricos. http://lusiadas.comunidades.net/index.php?pagina=1765074071


Maquina de escrever: Como em todas as grandes invenções, e, sem dúvida a invenção da máquina de escrever foi uma delas, inúmeros países reivindicam tal privilégio. Brasil, Estados Unidos, França, Inglaterra e Itália, para citar os mais evidentes, procuram, como se diz popularmente. A invenção de um dispositivo mecânico de escrita no Brasil é atribuída ao padre Francisco João de Azevedo, nascido na Paraíba do Norte (atual João Pessoa) em 1827 e falecido em 1888. Professor de Matemática do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, integrante de uma família em que existiam mecânicos, constrói um modelo de máquina de escrever que apresentou na Exposição Agrícola e Industrial de Pernambuco em 1861, e na Exposição Nacional do Rio de Janeiro, em fins do mesmo ano, sendo premiado com a Medalha de Ouro. http://pt.wikipedia.org/wiki/Máquina_de_escrever http://www.calendario.cnt.br/MAQUINAESCREVER.htm


Futvolei: O futvolei foi inventado pelo Romário. Brincadeira, O futevôlei (português brasileiro) ou futevólei (português europeu) é uma modalidade de esporte originada nas praias de Peruíbe por volta de 1970.

Coracao artificial: Pelo mundo, os corações artificiais não são novidade. Desde 2001, existe um modelo consagrado. O coração natural é retirado na operação, e o artificial, no lugar dele, passa a ser responsável pelo bombeamento do sangue. No molde brasileiro, porém, nada é extraído. É o primeiro do mundo a funcionar junto ao órgão natural — ainda que enfraquecido. O coração de origem bombeia o sangue para o artificial, que faz o serviço pesado de distribuí-lo pelo corpo. De acordo com Andrade, as vantagens desse padrão são muitas. A primeira é que a cirurgia é mais simples. “Quando se tira o coração é preciso fazer canulação, suturar todas as saídas dele”, diz Andrade. “É muito mais complexo.” http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI307120-17773,00-O+CORACAO+ARTIFICIAL+BRASILEIRO+ESTA+PRONTO.html


Avião: O 14 bis era feito de bambu, seda japonesa, alumínio e com um motor Antoinette de 24 HP, usado em barcos velozes de corrida. Santos Dumont: não se sabe ao certo quem é o verdadeiro pai da aviação, se é Dumont ou ou se são os americanos Irmãos Wright. Mas Santos Dumont se matou ao ver seu filho (o avião) sendo usado na guerra. Será que o verdadeiro pai é o que se desespera e suicida quando vê seu filho na vida errada? Na verdade ambos tem seu mérito e desenvolveram melhorias para conseguirmos voar hoje pela Transbrasil WebJet

O avião dos irmãos Wright, o Flyer, não voava sem ajuda de uma catapulta =(

Santos Dumont construiu o 14 bis para o prêmio do concurso de aviões francês em Paris que premiaria quem construísse uma máquina mais pesada que o ar e que voasse decolando por meio própios permanecendo em vôo durante a distância de 25 metros ou 100 metros


Relógio de Pulso:  (fonte: http://www.snookerclube.com.br/santosdumont/fotoshistor.htm)(Imagem publicada pela revista “Caros Amigos”, em ediçãode julho de 2006, especialmente dedicada à Santos Dumont.)

O mito do relógio de pulso: com as mãos sempre ocupadas com as inúmeras cordas e controles do dirigível, Santos Dumont sempre teve problemas e dificuldades para retirar o relógio do bolso e conferir as horas e tempos de vôo. Um dia, entre 1903 e 1904, solicitou ao seu amigo Louis Cartier que desenhasse um relógio adequado à aeronáutica. Com sua orientação, Cartier construiu um relógio com mostrador quadrado e pulseiras de couro, que lhe foi adaptado ao pulso. Dai a afirmação de que Santos Dumont criou o primeiro relógio de pulso do mundo. Entretanto, alguns historiadores afirmam que tal uso data do ano de 1500, quando a rainha Elizabeth I já usava um dessa forma, que tornou-se peça rara nos anos seguintes, e por isso pouco conhecido. Também há relatos de uso semelhante por militares, durante as batalhas. Mas, sem dúvida, Santos Dumont foi o responsável pela sua intensa divulgação, transformando o fato em moda, na época, quando os homens elegantes imediatamente passaram a ostentá-lo.


Carro a Água: Esta invenção trata-se de uma lenda urbana na realidade. Esta lenda se espalha em vários países, mas a versão daqui de Brasília fala sobre um professor e pesquisador da UnB (Universidade de Brasília) que desenvolveu um automóvel com motor movido a água. Diz-se também que o pesquisador sumiu. As hipóteses é de que foi assassinado pelos EUA ou que ganhou muito dinheiro para sumir com sua invenção e ficar calado. Esta lenda é velha, hoje em dia acho que existe de fato o carro a água.


Pisca-pisca ( seta de transito ): Na realidade a seta de trânsito já existia, porém as lâmpadas viviam queimando de tanto piscar. Até que um brasileiro no interior do Goiás conseguiu resolver este problema. Acabou não ficando rico com sua idéia mas ganhou da Volkswagen um carro em peças para ele mesmo montar em casa. Meu pai que conta esta história.